Publicado por: Espaco Espiritual | segunda-feira, 26 dezembro 2011

Casos paranormais com animais

 

Casos paranormais com animais 

Já faz alguns anos que nós estamos procurando trazer informações às pessoas e principalmente aos adeptos da doutrina espírita. Mas não somente os espíritas se interessam por este tema, pois freqüentemente somos chamados a fazer palestras a grupos ligados a outras religiões e doutrinas e até mesmo a grupos ligados à proteção animal, que nos procuram para receberem orientações a respeito do destino da alma dos animais depois da desencarnação. 

Já faz alguns anos que nós estamos espalhando a idéia, que não partiu de nós, mas da espiritualidade, de que os animais não são objetos, que os animais não são matéria prima de qualquer industria, que os animais são espíritos em evolução, que os animais são seres que merecem a nossa atenção, a nossa compaixão e principalmente o nosso respeito, pois eles são nossos irmãos.  

Ao longo deste tempo em que procuramos levar orientações às pessoas a este respeito, nós notamos que a compreensão delas está se tornando cada vez maior sobre este tema e rapidamente elas estão deixando de ver estes seres do mesmo modo como eram vistos antigamente, quando os animais eram tidos apenas como propriedade de alguém.

Ao longo deste tempo em que procuramos orientar as pessoas sobre os nossos irmãos animais, tornou-se notável como muitos estão passando a respeitar mais os animais como nossos semelhantes.
 
Claro! Os animais são nossos semelhantes espirituais, pois são espíritos em evolução assim como nós. As pessoas estão acordando para esta realidade e vêm procurando aplicar os ensinamentos de Jesus, quanto ao amor ao próximo, por incluí-los, também neste rol. As palavras de Jesus diziam para nós amarmos a Deus acima de todas as coisas, e ao próximo como a nós mesmos, mas não especificou se os próximos deveriam ser somente os humanos. Gandhi já disse que tudo o que vive é o nosso próximo. 

Hoje sabemos que os seres espirituais que estagiam na fase de animalidade nada mais são do que espíritos que estão sujeitos as mesmas leis evolutivas que outros espíritos mais adiantados, como nós, por exemplo. Os espíritos, ou almas, dos animais foram criados simples e ignorantes e por estarem sujeitos as mesmas leis que os espíritos estagiários em patamares superiores, também evolução e atingirão patamares tão altos quanto o nosso e até mais.  

A evolução acontece desde o “átomo ao arcanjo”, como lemos no Livro dos Espíritos. Sendo assim todos os espíritos, já passaram ou passarão por todas as fases antes de atingir a fase humana e supra-humana.

Eu, recentemente, fiz uma palestra sobre Espiritualidade dos Animais em uma Casa Espírita em São Bernardo do Campo que tem Francisco de Assis em seu nome.

Trata-se de um grupo muito interessado em estudar o assunto e entender tudo o que puderem sobre o assunto que acham interessante demais. 

Em minha palestra eu falava sobre casos de materializações de animais comentados pela literatura espírita e disse sobre o fato de que faltava-nos casos do cotidiano que enriquecesse-nos as preleções, que poderiam ser contadas a fim de comprovar a veracidade de nossas palavras e das pesquisas desenvolvidas por cientistas do século IX e inicio do séc. XX, sobre materializações. 

Eu comentei sobre o caso de uma pessoa conhecida que teve a sua gatinha morta recentemente, cuja materialização se confirmou com as marcas de pegadas nos lençóis da cama onde ela caminhou antes de se desvanecer diante dos olhos atônitos da amiga, que a observou desaparecer.

Comentei sobre o caso de uma senhora que cuida de um gato desde pequeno, mas que tem o péssimo hábito de caminhar sobre a comida que será servida á família.  

Assim ela o pendeu no quarto enquanto preparava o jantar. Para a surpresa da senhora o gato surgiu na cozinha,mesmo tendo ela trancado a chaves a porta do quarto. Dada a bronca, o animal, esperto se evadiu. Ela o perseguiu e quase o alcançou, quando ele correu em direção ao quaro. Para sua surpresa, o gato desapareceu diante da porta, que esta ainda trancada. Ela abriu a porta e lá estava o gato ressonando. Dormia um sono pesado. Seu espírito se desdobrou e foi a cozinha onde desejava estar. 

Outro caso interessante é o da senhora que todos os dias brincava com um cão que permanecia maior parte de seu tempo brincando na rua como se fosse um cão sem lar, apesar de ter um. Certo dia, como fazia de rotina, encontrou o cão brincando perigosamente entre os carros e sequer notou sua presença. No dia seguinte o cão nao estava ali a espera de seu afago como sempre fazia e ela logo desconfiou que ele provavelmente foi atropelado no dia anterior. Procurando a dona do cão, perguntou-lhe o que aconteceu. A mulher disse: “Faz vinte dias que ele morreu atropelado”. 

Parecem muitos caso, mas são poucos e a Casa onde estive para fazer a tal palestra resolveu contribuir com mais uma:

Estavam estudando sobre o assunto “Espiritualidade dos animais” lendo um de nossos livros (Todos os Animais Merecem o Céu), quando um cão surgiu em total silêncio na sala de aula do Centro. O cão passou por cada aluno e mostrou-se extremamente carinhos, pedindo afagos de todos.  

Depois de te passado algum tempo em companhia daquelas pessoas que tem especial carinho por animais, o cão se despediu e caminhou em uma direção e desapareceu, atravessando a parede da sala. Todos viram e se surpreenderam. Não é para menos!

 

 

Anúncios

Responses

  1. Nossa eu não tinha conhecimento algum sobre isso muito menos sobre esse site, mas o que foi comentado sobre o gato da senhora, é exatamente o que aconteceu comigo e meu amado cachorrinho, fiquei muito alegre em saber exatamente o que aconteceu,agora sei que meu amiguinho vive em algum lugar por aí, pois mesmo após 8 anos choro a sua morte. obrigado ao dono do site saiba que vc esta trazendo um alivio a meu coração.

    • Salve “Deus”.
      Fabricio Carvalho
      Obrigado por visitar o meu blog e deixar a sua opinião…

    • Olá ,quero aprender sobre reencarnação animal, eu tinha uma cachorinha que estava comigo a 8 anos era minha filha, quando dia 20/07 ela foi atacada por outra cachorra minha e não resistiu morreu, eu pensei que iria morrer de tristeza chorei muito e choro por causa das recordaçoes que ela me dá, ela é diferente ela me amava tanto eu amava ela até mais estava sempre perto de mim eu sinto muito a falta dela por favor me ajudem. Ela vai voltar pra mim. Eu quero muito.
      obrigado!

      • Salve “Deus”
        CARMEM IGNACIO.

        Obrogado por visitar o meu Blog e deixar a sua mensagem. Vou ver uma materia sobre isso e postarei no meu blog ok.

  2. muito interessante

    • Salve “Deus”
      HEBER WAGNER.
      Obrigado por visitar o meu blog e deixar a sua opinião.

  3. perdi minha cachorra a mais ou menos 3 anos, no primeiro ano ouvia passos dela encima da casa, para min ela estava ali com asas como um anjo protejendo minha casa como sempre fazia,em vida,eu a amava tanto que quando ela morreu estava no trabalho e passei mal fui para casa pressentindo algo de ruim sou do vale, cheguei ela estava morta dentro da casinha que eu havia feito para ela que em vida não gostou ela se sentia gente estava sempre perto de min e dentro de casa choro até agora por ela,´do geito dela agente conversava ……

    • Salve “Deus”
      JULIANE
      Uma análise sobre como ocorre o processo evolutivo e reencarnatório no reino animal.

      Por dra. Irvênia Prada
      Na literatura espírita, encontramos com bastante freqüência alusões a figuras de animais no plano espiritual. Por exemplo, Hermínio C. Miranda, em Diálogo com as Sombras, descreve o “dirigente das trevas” como sendo visto quase sempre montado em animais. Brota imediatamente em nossa mente a pergunta: Qual a natureza desses animais?

      Também André Luiz refere-se, em suas obras, a cães puxando espécies de “trenós” (livro Nosso Lar), aves de monstruosa configuração (Obreiros da Vida Eterna), e assim por diante.

      Realmente, identificar a natureza dessas figuras de animais no plano espiritual não é tarefa fácil. Alguns casos são de mais direto entendimento.

      Assim, em A Gênese lê-se que “o pensamento do Espírito cria fluidicamente os objetos dos quais tem o hábito de se servir; um avaro manejará o ouro…, um trabalhador o seu arado e seus bois… “

  4. Salve Deus
    Sou de Portugal e Apará no templo Juaçã, pretendia saber se possivel se Pai Joaquim das Cachoeiras era casado com Vóvó Catarina das Cachoeiras quando da vida terrena nas senzalas, tenho tentado pesquisar e não encontro relacionamento dos dois, gostava ainda de saber quem foi Vóvó Marilu das Cachoeiras, pois sou transportada para a senzala de meus pais( daquela época) e ela era minha ama de leite( eu adoráva-a era e sinto que é meu porto de abrigo), logo na 1ª vez que fui a um Templo quando cheguei ao trono só me fui dito assim”… esperava por ti há muitos anos, tenho seguido tua luz e vida ….. lembra minha filha, lembra….” só aí fiquei a saber que o arrepio no cabelo são as mãos da Vóvó, sempre tive esta sensação toda minha actual vida terrena, nossos Mestres fecham-se um pouco quando procuro saber estas situações. Tenho estudado o Espiritismo e outras doutrinas ao longo de perto 30 anos, gosto de saber sobre todas as correntes para que possa filtrar o Bom e o Mau, trabalhei em grupos Kardecistas mas não me sentia bem, até que quando entrei a 1ª vez no vale disse á amiga que ia comigo ” …encontrei meu Povo!!…”Parabéns pelo Maravilhoso site muito esclarecedor, grata se posivel resposta para meu mail.
    Graças a Deus

    • Salve “Deus”
      MANUELA SÁ.
      Eu não sei lhe informar sobre essas passagens, mas vou pesquisar para lhe informar ok…

      • Salve Deus
        Fico grata por seu carinho, pois é algo que cada vez se firma dentro mim com certezas muito fortes,no caso de vóvó Marilu das Cachoeiras soou-me o nome de Nanalu, que seria como eu a tratava aquando minha ama de leite.
        Peço desculpa do incomodo, mas vocês aí são mais profundos e conhecedores em questões espirituais, por cá ainda não há aquela “Raiz….”. já que postei minha mensagem no espaço de “paranormal nos animais” é pura verdade pois tenho tido “encontros ” com os meus que já partiram, processa-se como com os humanos.
        Mais uma vez muitos parabéns por seu blog, sou “fã” pois esclarece muito.
        Abraço amigo

  5. Salve “Deus”
    MANUELA SÁ.

    Obrigado pelas suas palavras carinhosas, que os Executivos do Vale do Amanhecer vos abencoe.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: